sexta-feira, 28 de junho de 2019

Novo Volume da Revista do Instituto Geológico é dedicado ao Antropoceno no Estado de São Paulo

Foto: Alex U.G. Peloggia

Este número especial da Revista do Instituto Geológico apresenta pesquisas desenvolvidas em São Paulo acerca da atividade geológica humana e seus registros, por meio de abordagens com enfoques diversificados –estratigráfico, geomorfológico, geoecológico, pedológico etc.–, que vêm sendo desenvolvidas por pesquisadores de diversas partes do Estado ao longo das últimas três décadas.

A organização desse número contou com a colaboração do geólogo Alex Ubiratan Goossens Peloggia, estudioso dos processos e registros geológicos antropogênicos.

Os artigos abordam a temática em diferentes contextos geográficos e históricos, ao longo do século XX até a atualidade. Estão relacionados à apropriação do território, notadamente à urbanização, no Oeste Paulista/Planalto Ocidental (A Urbanização do Oeste Paulista e a Formação de Feições Tecnogênicas, de Silva e colaboradores, e Aloformação Andradina, de Oliveira & Queiroz Neto), na Depressão Periférica paulista/região de Campinas (Tecnossolos Úrbicos do Parque Ribeirão das Pedras, de Putrino & Ladeira) e na Região Metropolitana de São Paulo (Antropoceno e Mudanças Geomorfológicas, de Rodrigues e colaboradores, e Formação de Novos Biomas em Terrenos Tecnogênicos, de Peloggia e colaboradores).

Tais contribuições vêm se juntar ao crescente número de pesquisas desenvolvidas em São Paulo, no Brasil e no mundo, que marcam aspectos decisivos para a construção da atual perspectiva do Antropoceno como época geológica e de seus processos antropogênicos precursores.

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Semana do Meio Ambiente tem programação especial no MUGEO

Visita monitorada

CONHECER PARA PRESERVAR...

Para comemorar a Semana Do Meio Ambiente de 2019 O Museu Geológico – MUGEO realizou oficinas para o os visitantes, nos dias 8 e 9 de junho, em horários previamente definidos.

As oficinas tiveram como objetivos, primeiro, repassar conhecimentos e noções de evolução sobre as formas de vida que existiram nos diversos períodos geológicos da Terra. Os monitores expuseram de modo lúdico e sempre interagindo com público, destacando a participação dos jovens, e com uma linguagem acessível à diversidade de público.

Em segundo lugar, a partir do conhecimento de alguns processos que afetaram a vida na Terra, mostrar a importância dos recursos naturais, e o quanto eles estão interligados e dependentes, e que as ações dos seres humanos podem levar à destruição ou preservação dos diferentes tipos de ambientes terrestres e aquáticos.

Alguns exemplares de minerais e fósseis foram escolhidos para as explicações, citando características de períodos do tempo geológico, e de que maneira as condições climáticas, a queda de meteoritos, e questões de sobrevivência e adaptação afetaram o desaparecimento e também surgimento de espécies animais e vegetais.

Na sala da Comissão Geográfica e Geológica – CGG, os monitores relataram as fotos e objetos da época, contando a história do Estado de São Paulo, com suas descobertas e os recursos naturais existentes nas regiões exploradas pelos antigos pesquisadores.

Ao final, os interessados manifestaram seus questionamentos, e após as explicações agradeceram o conhecimento adquirido.

Serviço:

O Museu Geológico está situado no Parque da Água Branca, localizado na Avenida Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca. São Paulo – SP.

Aberto ao público de terça a domingo, das 9 às 17 horas.

sexta-feira, 7 de junho de 2019

MUGEO participa das comemorações do aniversário de 90 anos do Parque da Água Branca

Interação com o público

A equipe do Museu Geológico – MUGEO participou das comemorações do aniversário de 90 anos do Parque da Água Branca, no dia 1º de junho de 2019.

O MUGEO, que é uma das atrações do Parque da Água Branca, participou do espaço expositivo aberto ao público, mostrando seus folders e livretos , além de exemplares de livros e revistas produzidos pelo Instituto Geológico – IG. Esta iniciativa teve como objetivo divulgar o MUGEO e os trabalhos do IG para conhecimento dos visitantes.

A equipe esteve presente das 10 até 16 horas, tirando dúvidas do público interessado, informando sobre o acervo do MUGEO e os serviços executados pelo IG.

No período da manhã, contamos com a presença do subsecretário do Meio Ambiente, Eduardo Trani, e à tarde, do Secretário de Infraestrutura, Marcos Penido.

Durante o evento, aconteceram várias atividades, com destaque para a Banda e Coral da Polícia Militar, apresentação da Cavalaria, do Grupo dos Escoteiros, Tecnologias da CETESB e da SABESP, conscientização sobre a Dengue e aplicação de Vacinas.

Desde 1982, o MUGEO funciona dentro do Parque Doutor Fernando Costa, ou Parque da Água Branca, como é mais conhecido. Possui uma visitação anual média de 60 mil pessoas e cerca de 300 m2 de área expositiva. O MUGEO oferece visitas monitoradas a grupos organizados, a escolas públicas e particulares, além de promover exposições temporárias e itinerantes.

Serviço:

O Museu Geológico está situado no Parque da Água Branca, localizado na Avenida Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca. São Paulo – SP.

Aberto ao público de terça a domingo, das 9 às 17 horas.

mugeo.sp.gov.br

terça-feira, 4 de junho de 2019

Instituto Geológico realizou o 9º Seminário de Iniciação Científica PIBIC-IG

Organizadores, participantes, orientadores e bolsistas

No dia 30 de maio de 2019, o Instituto Geológico (IG/SIMA) realizou o “9º Seminário de Iniciação Científica PIBIC-IG (9º SICIG)”, no Espaço de Eventos Márcia M. Rebouças – Instituto Biológico, organizado pelo Programa de Iniciação Científica do Instituto Geológico (PIBIC-IG).

Como normalmente acontece, no final do mês de maio, em meio às comemorações dos dias do geógrafo e do geólogo e antecedendo a Semana do Meio Ambiente, este evento é uma grande oportunidade que os bolsistas, alunos dos ensinos médio e superior, têm para divulgar e disseminar os resultados de seus projetos de pesquisa, desenvolvidos ao longo dos últimos 10 meses, sob a orientação dos técnicos do IG/SIMA.

A 9º edição do evento contou com a ilustre presença da Subsecretária de Articulação da Capital e Grande São Paulo da Secretaria da Educação, Maria Elizabeth Gambini, que expôs um breve cenário a respeito a sistema de ensino público paulista e reformas previstas no setor, além de citar a importância do 9º SICIG e da necessidade em divulgá-lo às grandes mídias.

A abertura do 9º SICIG foi realizada pela Diretora Geral Substituta do Instituto Geológico, Rosângela do Amaral, que destacou a importância em se valorizar a pesquisa e educação em nosso País. Em seguida, a coordenadora do PIBIC-IG, Claudia Varnier, ressaltou o importante papel da instituição na formação acadêmica dos bolsistas, e que conhecimentos como os apresentados durante o seminário precisavam ser divulgados e ampliados para que as pesquisas contribuam também para as próximas gerações.

A seguir, o Tenente Tiago Luiz Lourençon, da Divisão de Prevenção da Subsecretaria Estadual de Proteção e Defesa Civil, proferiu a palestra “Defesa Civil e sua Relação com as Geociências e a Educação”, envolvendo a participação de estudantes do ensino médio. Na sequência, ocorreram breves apresentações sobre projetos desenvolvidos pelas pesquisadoras do IG/SIMA, Amélia João Fernandes, Rosângela do Amaral e Sibele Ezaki, e de um dos membros do Comitê Externo, Prof. Dr. Emerson Galvani do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo, que trataram de temas atuais e relevantes às Geociências. Tais projetos e tantos outros, em andamento ou já finalizados, contam ou já contaram com a participação dos bolsistas de iniciação científica.

Posteriormente, todos os palestrantes, além da Subsecretária Maria Elisabeth Gambini, foram convidados a compor a mesa redonda, cujo assunto em pauta foi “Projetos de Pesquisa e a Iniciação Científica”. As discussões que se sucederam abordaram assuntos como: i) importância da iniciação científica na formação dos bolsistas; ii) papel do orientador na iniciação científica; iii) critérios adotados pelos orientadores na seleção dos bolsistas; iv) motivos que levaram os palestrantes a seguirem o caminho da pesquisa científica.

Esta edição do evento contou com a presença de 38 participantes, incluindo estudantes dos ensinos médio e superior, coordenadores de escola, funcionários do IG/SIMA e demais pesquisadores da área das geociências.

No total, foram apresentados 09 trabalhos, sendo quatro do ensino médio e cinco do ensino superior. As quatro primeiras apresentações foram dos bolsistas do ensino médio, cujos temas citados incluíram: i) plano de contingência para eventos de inundação em escola pública no município de Ubatuba; ii) georreferenciamento do acervo digital de fotografias aéreas do Litoral Norte e Vale do Ribeira, ambos no estado de São Paulo; iii) critérios descritivos de documentos fotográficos, para organização e inserção de imagens de desastres naturais e de eventos geodinâmicos em bancos de dados. Por sua vez, os cinco últimos trabalhos foram proferidos pelos bolsistas do ensino superior, com os seguintes temas: i) aplicação de entrevistas para estimativa de danos decorrentes das inundações do Córrego Ipiranga (SP); ii) análise multitemporal dos coeficientes de permeabilidade na Bacia Hidrográfica do Córrego Ipiranga (SP); iii) variação temporal da radiação solar global e da transmissividade atmosférica global na cidade de São Paulo; iv) estado da arte sobre sistemas de alerta/aviso de eventos meteoceanográficos extremos; v) cadastro de desastres relacionados a eventos geodinâmicos no estado de São Paulo em 2018.

CADERNO DE RESUMOS

Reunidas na forma de resumos simples ou expandidos, produzidos pelos próprios bolsistas, as pesquisas de iniciação científica apresentadas no 9º SICIG estarão em breve sendo disponibilizadas em um Caderno de Resumos.

As inscrições para as bolsas de iniciação científica PIBIC-IG 2019-2020 encontram-se abertas até o dia 14/06 ENSINO MÉDIO e ENSINO SUPERIOR.

segunda-feira, 3 de junho de 2019

“Semana Nosso Ambiente” tem programaçõa especial no MUGEO

Museu Geológico - MUGEO

CONHECER PARA PRESERVAR….

As comemorações da Semana Do Meio Ambiente no Museu Geológico (MUGEO) do Instituto Geológico de São Paulo serão realizadas no final de semana, dias 8 e 9 de junho de 2019, com oficinas monitoradas para o público visitante, em horários previamente definidos:

Dia 8 de junho – sábado – 15h da tarde

Dia 9 de junho – domingo – 11h da manhã e 15h da tarde

O MUGEO reúne um importante acervo geocientífico composto por exemplares de minerais, rochas, fósseis, documentos e demais objetos, muitos dos quais oriundos dos trabalhos desenvolvidos pela antiga Comissão Geográfica e Geológica do Estado de São Paulo (CGG).

O Museu Geológico está situado no Parque da Água Branca, localizado na Avenida Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca. São Paulo – SP.

Aberto ao público de terça a domingo, das 9 às 17 horas.

mugeo.sp.gov.br

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Republicação da obra "Fundamentos geológicos do relevo paulista" de autoria do Prof. Fernando F.M. Almeida

Foto: Pedra do Baú, São Bento do Sapucaí (SP) Autor: Almeida, F.F.M. - 1964 


No volume 39(3) da Revista do Instituto Geológico é republicada a obra clássica "Fundamentos geológicos do relevo paulista" de autoria do Prof. Fernando Flávio Marques de Almeida, originalmente publicada no Boletim do Instituto Geográfico e Geológico, número 41 (p. 169-263) em 1964 e mais tarde pelo Instituto de Geografia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo em Teses e Monografias (n. 14) em 1974. Ainda nos dias de hoje, trata-se de importante referência para os estudos geológicos e geomorfológicos no Estado de São Paulo.

Para a republicação foi feita a editoração eletrônica do texto e das ilustrações, algumas destas obtidas do acervo de fotografias do Prof. Fernando F.M. Almeida, coletadas durante a publicação do livro "Geologia do continente Sul-Americano: evolução da obra de Fernando Flávio Marques de Almeida", gentilmente cedidas pela equipe editorial do livro e pela família do professor Almeida. A obra é precedida por um artigo do Prof. Celso Dal Ré Carneiro (UNICAMP), que resgata a contribuição de "Fundamentos geológicos do relevo paulista" para a comunidade geocientífica.

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Dr. Geólogo Jair Santoro durante treinamento PPDC

O Pesquisador Científico Dr. Jair Santoro, diretor do Núcleo de Geologia e Engenharia Geral e Ambiental do Instituto Geológico (IG), participará de entrevista ao vivo que será transmitida no Portal de Educação Ambiental da Coordenadoria de Educação Ambiental (CEA), da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) no dia 15 de maio de 2019 às 15h00.

Entre os assuntos que serão abordados, destacam-se: técnicas de mapeamento de áreas de risco, política estadual de prevenção de desastres naturais e redução de riscos geológicos (PDN), planos preventivos de defesa civil (PPDC), aspectos e feições de risco geológico, noções sobre procedimentos e reconhecimento de situações potencialmente perigosas aos escorregamentos de encostas, ações preventivas, entre outros.

Essa será uma oportunidade para as prefeituras e gestores dos núcleos de defesas civis municipais conhecerem melhor o tema e se planejarem para o curso preparatório para a Operação Verão, oferecido pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC) da Casa Militar no segundo semestre.

O tema é de grande interesse público, especialmente para prefeituras, que devem fazer a gestão de risco de desastres, mas também para entidades que se mobilizam no apoio às prefeituras.

Para fazer uma pergunta e assistir a entrevista CLIQUE AQUI.