quinta-feira, 9 de maio de 2013

Pesquisadores do Instituto Geológico apresentaram resultados do Projeto ARCTUB em Reunião Técnica no SAAE de Indaiatuba (SP)


Apresentação da Sibele Ezaki
 Apresentação do Geraldo Hideo Oda
 Apresentação da Mara Akie Iritani
Sibele, Fábio, Moretti, Geraldo Garcia, Francisco, Mara e Geraldo

Pesquisadores do Instituto Geológico – Geraldo Hideo Oda, Mara Akie Iritani e Sibele Ezaki –, apresentaram os resultados do projeto “Identificação de Áreas Potenciais de Restrição e Controle de Captação e Uso das Águas Subterrâneas na porção sul da UGRHI 05 – Projeto ARCTUB1”, em reunião técnica realizada no dia 07/05/2013, no SAAE de Indaiatuba (SP). O projeto foi coordenado pelo geólogo Geraldo H. Oda, financiado pelo FEHIDRO (Contrato FEHIDRO 450/2006) e teve como principal objetivo identificar Áreas Potenciais de Restrição e Controle (ARC-PO) nos municípios de Capivari, Elias Fausto, Indaiatuba, Monte Mor, Rafard e Salto, conforme estabelece a Deliberação CRH nº 52, de 15 de abril de 2005.

Para tanto, foi realizado estudo hidrogeológico, baseado em cadastro de poços tubulares profundos, que consistiu na avaliação do uso da água subterrânea, da densidade de poços, da produtividade e da geometria dos aquíferos, na elaboração de mapa potenciométrico e mapa de produtividade similar. O estudo também envolveu levantamento e classificação das fontes potenciais de poluição, mapeamento do uso do solo e da expansão urbana, avaliação da qualidade da água, vulnerabilidade natural dos aquíferos à contaminação, e estabelecimento do perigo potencial de contaminação das águas.

A integração dos resultados permitiu a identificação de potenciais problemas: a) de rebaixamento do nível potenciométrico, b) de interferência de poços e, c) potencial perigo de contaminação da água subterrânea.

Foram delimitadas 10 Áreas Potenciais de Restrição e Controle (ARC-PO-1 a ARC-PO-10), sendo três em Capivari (por rebaixamento do nível estático e interferência de poços), 5 em Indaiatuba (devido interferência de poços e potencial contaminação das águas subterrâneas) e 2 em Salto (interferência de poços e potencial contaminação das águas subterrâneas).

Conforme estabelece a Deliberação CRH nº 52, propõe-se uma priorização para que sejam efetuados estudos futuros detalhados às áreas ARC-PO-1 e ARC-PO-7 (em Capivari) e as ARC-PO-8 a ARC-PO-10 (em Indaiatuba).

 Estiveram presentes representantes técnicos dos seis municípios, que atuam na área de recursos hídricos, representantes de órgãos gestores (CETESB, DAEE, Vigilância Sanitária) e de outras entidades (INEVAT, Consórcio Piraí). Esteve presente, também, o secretário executivo dos Comitês das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Junidaí, Luiz Roberto Moretti (SSRH) e o coordenador da Câmara Técnica de Águas Subterrâneas dos Comitês PCJ, Vinícius Rosa Rodrigues (DAEE).

Para acessar o Relatório Executivo com o resumo do Projeto CLIQUE AQUI: