segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Reunião do Conselho Estadual de Monumentos Geológicos (CoMGeo-SP) recebe convidados e discute outras possibilidades de conservação dos Monumentos Geológicos



No dia 27 de agosto de 2015 foi realizada a 12ª reunião do Conselho Estadual de Monumentos Geológicos (CoMGeo-SP), na sala de reuniões da sede do Instituto Geológico (IG). Presidida pelo Diretor Geral do IG, Ricardo Vedovello, a pauta incluiu a avaliação de metodologias de inventariamento do patrimônio geológico, a informação de exemplos de sucesso em gestão de geossítios e a discussão de possíveis instrumentos de conservação para os monumentos geológicos, por meio de legislação especifica.

Após a aprovação da ATA da última reunião, Ricardo realizou uma breve apresentação sobre as ações de fortalecimento institucional desenvolvidas pelo IG nos últimos anos.

Na sequência, o convidado Prof. José Brilha (Universidade do Minho de Portugal) apresentou a palestra “Gestão do Patrimônio Geológico de Portugal”, na qual explicou a metodologia utilizada para a criação do Inventário do Patrimônio Geológico de Portugal, bem como suas etapas, seus desafios e os riscos identificados na catalogação de mais de 300 geossítios em todo o País. Ressaltou ainda a importância fundamental da parceria entre vários órgãos públicos e privados, instituições de pesquisa e universidades.

A também convidada Patrícia Bastos Godoy Otero (Secretária Municipal do Meio Ambiente do Município de Itu) apresentou palestra sobre os “20 anos do Parque Geológico do Varvito e Ações de Gestão”, onde relatou a comemoração do aniversário de vinte anos de criação do Parque do Varvito de Itu e apresentou as ações de gestão e de conscientização dos moradores do município sobre o importante registro geológico ali observado. Destacou-se ainda as demais atividades e ações de parceria/cooperação da municipalidade com outras secretarias, órgãos e universidades.

Por fim, os membros do Conselho discutiram alguns instrumentos legais quanto à possibilidade de atender às características intrínsecas de cada geossítio e monumento geológico, bem como quanto à possibilidade dos mesmos em promover a adequada conservação do patrimônio geológico paulista.