sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Pesquisadora Científica do Instituto Geológico Dra. Annabel Pérez Aguilar falece em São Paulo

Homenagem feita pelos funcionários do IG


Annabel Pérez-Aguilar, pesquisadora do Núcleo de Geologia Geral do Instituto Geológico (IG-SMA), faleceu em 04 de outubro em São Paulo-SP.

Nascida em Medelin, Colômbia, mudou-se para o Brasil para se aperfeiçoar em música. No final da década de 1980 tocou violino na Orquestra Jovem Municipal de São Paulo, regida por Jamil Maluf.

Annabel graduou-se em Geologia em 1991, pela Universidade de São Paulo, onde também cursou a pós-graduação, obtendo título de Mestre em Mineralogia e Petrologia, em 1995, e de Doutora em Geociências (Mineralogia e Petrologia), em 2001.

De 2002 a 2003 trabalhou como Professora Auxiliar de Ensino junto ao Departamento de Mineralogia e Geotectônica do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo, ministrando as disciplinas de Geologia Geral – Sistema Terra, Petrologia Metamórfica e Elementos de Mineralogia e Geologia.

Em 2004 ingressou como pesquisadora cientifica no Instituto Geológico da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Desenvolveu diversos projetos de pesquisa sobre a geologia, petrologia e gênese de rochas de paleossistemas hidrotermais e suas implicações para metalogênese de metais preciosos e de base. Participou de projetos de mapeamentos geológicos de várias áreas do Estado de São Paulo, tais como Atibaia, Jaraguá, Guarulhos, entre outras.

De 2009 até a atualidade estava desenvolvendo o projeto “Implantação do Geoparque Ciclo do Ouro, em Guarulhos-SP”, criado pelo Decreto Municipal nº 25974 de 16/12/2008. O projeto visa resgatar, recuperar, divulgar e preservar registros de grande valor arqueológico, mineiro, geológico, histórico e cultural no âmbito do Geoparque Ciclo do Ouro de Guarulhos. Nesta mesma temática, também participou da “Criação do Monumento Natural Pavimento Estriado Guaraú, na região de Salto, SP”, em 2008, e nas discussões subsequentes sobre a preservação dos afloramentos rochosos com os registros de estrias ocasionadas por geleiras em período glacial.

Foi representante do IG junto ao CNPq na coordenação e implementação de bolsas de estudo do Programa de Iniciação Científica do IG (PIBIC-CNPq) no período de 2013 a 2016.

Gostava muito de lecionar, proferir palestras e de ensinar a qualquer pessoa que lhe perguntasse sobre as Ciências da Terra. Orientou e co-orientou diversos alunos de graduação, estagiários e bolsistas de iniciação científica, além de pós-graduação.

Entusiasmada, prestativa e dotada de grande curiosidade científica, fazia tudo com muita dedicação e profundidade. Sempre alegre, nos brindava com suas gargalhadas em diversos momentos.