quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Pesquisador do Instituto Geológico ministra sobre cavernas em Curso de Formação de Condutor Ambiental no PETAR

 Aula Teórica no Núcleo Ouro Grosso
Aula Prática na Serra da Boa Vista

O pesquisador científico do Instituto Geológico (IG) Dr. José Antônio Ferrari ministrou aulas durante a oitava edição do Curso de Formação de Condutor Ambiental no PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira). Ferrari abordou sobre conceitos de geomorfologia e drenagens em sistemas cársticos e explicou ainda sobre as pesquisas do IG em andamento na região do Parque. As aulas foram realizadas no Núcleo Ouro Grosso entre os dias 07 e 09 de fevereiro de 2017.

O curso de difusão da Universidade de São Paulo (USP) começou em 2005 por iniciativa do GGEO (Grupo de Espeleologia da Geologia da USP), conta com a participação de 46 moradores da região e tem duração de 360 horas, das quais 120 são de estágio. Promovido pelo Instituto de Geociências da USP, em parceria a Fundação Florestal (FF), Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, prefeituras de Iporanga e Apiaí. Conta com o apoio do IG, empresas privadas e universidades da região. O principal objetivo é construir uma fundamentação conceitual alicerçada no conhecimento geológico, capacitando os participantes a desenvolver um raciocínio baseado no entendimento de processos geológicos, seus produtos naturais e a percepção das escalas de tempo e espaço envolvidas, a fim de aplicar esses conhecimentos no dia-a-dia da comunidade local, trazendo melhorias de qualidade de vida e ambiental.

Um dos pioneiros na introdução de conceitos da geodiversidade em Unidades de Conservação, o curso teve significativa importância na valorização e disseminação de práticas de preservação e conservação ambiental na região, pois permitiu aos condutores ambientais a valorizarem a cultura local, o ambiente natural e a relação do homem com a natureza, reconhecendo os processos naturais e suas interações.

Sob coordenação geral do Geólogo Dr. Paulo Cesar Boggiani, Prof. do Departamento de Sedimentologia do IGc-USP, o curso contou também com a participação dos geólogos do GGEO Lucas Padoan de Sá Godinho (doutorando do IGc-USP) e Nicolás Misailidis Stríkis (Prof. do Departamento de Geoquímica da Universidade Federal Fluminense).