terça-feira, 27 de março de 2018

Há 132 anos era criada a Comissão Geográfica e Geológica (CGG)

 Primeiros Técnicos da CGG
 Corredeira do Tombo do Meio
Mapa de São Paulo com área desconhecida antes de 1886


A COMISSÃO GEOGRÁFICA E GEOLÓGICA (CGG) iniciou suas atividades em 27 de março de 1886, substituindo a Comissão Geológica do Brasil. Ambas tinham como finalidade a prestação de serviços ao governo do Estado de São Paulo, que vivenciava a impulsão do crescimento econômico, decorrente da expansão cafeeira. Com a cafeicultura e o acelerado crescimento econômico da Província de São Paulo, surgiu a necessidade de se conhecer o território paulista. Assim a CGG destinou-se a realizar pesquisas e levantamentos detalhados sobre o solo, clima, geomorfologia, geologia e hidrografia do Estado de São Paulo. O trabalho da CGG revelou-se extremamente importante para o processo de ocupação territorial no interior do Estado.

Entre suas realizações destacam-se as expedições exploratórias aos grandes rios, e, assim como os antigos Bandeirantes, os pesquisadores utilizaram essas vias naturais de transporte para iniciar os levantamentos científicos. Os trabalhos da CGG duraram até 1931, e quase tudo que se realizou na pesquisa (mapas, relatórios, documentos fotográficos, além de equipamentos), passaram a pertencer a diversos órgãos e instituições de pesquisa como o Instituto Geológico, o Instituto de Botânica, o Instituto Florestal, o Instituto Geográfico e Cartográfico, o Centro Tecnológico de Hidráulica e Recursos Hídricos, o Museu Paulista (Ipiranga), o Museu de Zoologia, o Museu de Arqueologia e Etnologia, o Instituto Astronômico e Geofísico, dentre outros.

Colaboraram na Comissão, pesquisadores e naturalistas famosos como: Theodoro Sampaio, Albert Loefgren, Orville Adelbert Derby, Francisco de Paula Oliveira, Luiz Felipe Gonzaga de Campos, entre outros.

A CGG, em 45 anos de existência, lançou em média duas publicações por ano, colaborando com seus levantamentos no reconhecimento e planejamento do espaço territorial paulista. Deve-se ainda à CGG a aquisição e coleta de parte das coleções que atualmente compõem o acervo do Museu Geológico – MUGEO.

Criado em 2010 a Curadoria do Acervo Histórico, do MUGEO, tem como objetivo identificar, organizar, descrever, preservar e divulgar o acesso às informações de uma importante documentação relativa aos estudos geocientíficos que nortearam a ocupação do solo no Estado de São Paulo. O arquivo abrange o período entre 1886 e 1975 e seu objetivo maior é o de manter a conservação dessa documentação para as futuras gerações e permitir o fácil acesso às informações para pleno uso dos cidadãos e dos pesquisadores.

Ao longo desse ano a equipe do Centro de Comunicação Técnico-Científica, em conjunto com a Curadoria do Acervo Histórico disponibilizarão os relatórios históricos da CGG. A principio 3 relatórios históricos estão disponíveis e já podem ser acessados pelo link abaixo.

Publicações disponíveis para download